Blog

11 Dec 2018

Post extra porque eu tava lendo o Blog da Science e cai nesse artigo. Eu PRECISAVA COMPARTILHAR com você AGORA!

Hoje em dia as pessoas (que têm muito dinheiro) têm acesso a testes genéticos que avaliam a predisposição da pessoa a desenvolver câncer, Alzheimer, obesidade e que avaliam saciedade e até performance esportiva.

Claro, isso pode ser uma informação valiosa MAAASSSS  estudos avaliando efeito placebo sugerem que saber seu risco genético de desenvolver o que quer que seja pode provocar ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS CONSISTENTES COM O PERFIL DE RISCO ESPERADO, independente da variante genética que a pessoa possui.

Eita, te explico. Foram 2 grupos de estudo. O primeiro avaliou performance na corrida e o segundo parâmetros de saciedade. Em cada um dos estudos variantes genéticas foram definidas e essas pessoas foram divididas em 2 grupos aleatoriamente. Prum grupo foi dito:

“Você tem um gene que te faz cansar mais rápido quando você corre”.

Adivinha? Independente de ter a variação genética OU...

17 Oct 2018

Eu tô te avisando tem teeeempo... já fiz live, e-book, vídeo no Youtube...

Saiu mais um artigo agorinha mesmo confirmando (de novo) que usar adoçante artificial/sintético não é a melhor escolha pra vc!

Não basta deixar sua microbiota lerda... agora tá provado que essas gotinhas são tóxicas para a microbiota porque danificam as membranas celulares das bactérias e elas morrem!

‘Ce sabe que uso desses adoçantes tem sido associado a ganho de peso, síndrome metabólica, diabetes tipo 2 e até câncer, né?

Agora o adoçante artificial foi eleito o mais novo poluidor ambiental, contaminando lençóis freáticos e a água (e continua lá mesmo depois que a água foi tratada)!

Credo, se isso não te convence que adoçante sintético é a incarnação do mal, não sei mais o que fazer...

E fica atento que eles tão cada vez mais mascarados entre ingredientes dos seus produtinhos light/diet (e até mesmo sem essas denominações) porque são baratos e se usa pouco pra adoçar um monte! É aspartame, sucralose (esse mesmo que...

17 Aug 2018

Lembra que te falei ontem que descobriram uma população celular que inibe adipogênese (produção de novas células de gordura) no tecido adiposo?

Sabe como eles descobriram essas células? Te explico o resumo do resumo do resumo do resumo: de uma única celulazinha fizeram um transcriptoma. Essa metodologia te conta todos os RNAs de uma célula. RNAs são tipo um projeto do que serão os genes. Conhecendo esses RNAs, sabemos que tipos de genes essa célula expressa.

Saiu tanta sigla, tanta sigla que eu fiquei foi tonta. Se vc olha pro artigo vc só vê sigla! Deu pra ter uma idéia da complexidade dessa única celulazinha aí? Agora pensa que cada célula é tão complexa quanto, as vizinhas das células de gordura tb, as células de outros sistemas envolvidos na fisiologia da célula de gordura tb, as células de todos os outros sistemas tb... Agora pensa em tudo isso funcionando junto e se relacionando ao mesmo tempo... bugou seu cérebro né? Pois é...

Pra te provar que o buraco é mais embaixo ainda esses R...

4 Jul 2018

Oi, gente... eu até queria mudar o disco, massss... como que faz???

Me aparece um artigo desse aqui (obrigada @maternidade com ciência), não tem como não continuar a falar de cocô, desculpa...

É sobre bariátrica, é sobre microbiota e é muito sério!

Esse estudo mostrou que:

em média 75% de pacientes com obesidade severa a microbiota é mais pobre em espécies (e isso é associado à problemas metabólicos);

pacientes submetidos à cirurgia bariátrica a microbiota continua pobre em espécies mesmo com a melhora metabólica e perda de peso nesses pacientes;

e mesmo depois de 5 anos a microbiota desses pacientes ainda é pobre...

Esse estudo mostra a IMENSA importância de intervenções específicas antes e depois da cirurgia bariátrica pra melhorar a composição da microbiota e consequentemente a saúde metabólica nesses pacientes.

Já fez cirurgia bariátrica? Me conta sua história?

Você é nutri e trabalha com pacientes bariátricos? Qual sua conduta com relação a isso?

É a microbiota mostrando sua importância em...

30 Apr 2018

Porque emagrecer (e ficar magri) é tão difícil?

Em média 80% (!) das pessoas que perdem peso depois de uma intervenção dietética ganham peso de novo. Essa estatística é muito assustadora e reflete que o que temos visto por aí SIMPLESMENTE NÃO FUNCIONA! E falei um monte procê que o reganho de peso depois de uma perda pode ter consequências metabólicas muito piores.

Fisiologia, gente... nessa eu acredito muito mais do que qualquer dieta que existe ou que venha a existir!

Quando se faz dieta a intenção é manter um balanço energético negativo. Colocar mais energia pra fora que pra dentro. Desculpa, amigui mais o buraco é beeeeem mais embaixo...

Quando as gorduras vão diminuindo de tamanho um stress vai sendo criado lá no espaço onde elas vivem (matriz extracelular). O negócio é que é MUITO DIFÍCIL resolver o stress que tá rolando lá quando o balanço energético tá negativo! Por que? Porque só recolocando ácidos graxos dentro da célula adiposa de novo pra acabar com esse stress. E cada d...

30 Apr 2018

Oiee! Resumão pra te explicar porque dietas restritivas não são sustentáveis.

Já te expliquei que quando engordamos acontecem mundanças nas células adiposas e em sistemas neurais que regulam o comportamento alimentar, né? E que em pacientes obesos e com sobrepeso a restrição calórica não reverte esses efeitos... e que na maioria massiva das vezes esses pacientes vão engordar de novo e isso vai virando uma bola de neve sem fim, né?

Então tá tudo perdido? Mesmo se eu quiser emagrecer não vou conseguir?

Claro que vai... mas tem que ter paciência....

Em quanto tempo você engordou? Quantas dietas malucas você já fez? Imagina... cada vez que alguém emagrece, engorda de novo, emagrece a possibilidade dessa pessoa manter o peso vai diminuindo. Isso é fisiológico, mecanismo de defesa do corpo (expliquei direitinho nos textos anteriores)...

Simplesmente pare de fazer dieta, pare de contar calorias, pare de se exercitar pra queimar abusos! Tenha uma relação saudável com a comida. Não restrin...

30 Apr 2018

Oieee!

Depois de umas férias recarregando as baterias com a minha família, voltando à minha vida normal com tudo!

Continuo ainda a falar sobre os porquês fisiológicos pra você desconfiar de dietas restritivas. Depois disso começo a falar sobre vegetarianismo e veganismo. Tem idéia de temas sobre o assunto? Dúvidas? Me escreve por direct. Já tenho bastante material aqui :)

Como seu cérebro entende uma restrição alimentar?

Hoje em dia acesso à comida tem sido muito fácil e há muito não se come SÓ pra suprir nossas necessidades energéticas. Os mecanismos de recompensa têm falado mais alto. E hoje sabemos (e conhecemos muitos mecanismos) que provam que a sinalização relacionada à recompensa supera qualquer sinalização relacionada ao comportamento alimentar (por isso muita gente perde o controle na hora de comer e acaba comendo demais). E esse mecanismo fica ainda mais potente se você começa uma restrição alimentar.

Taí mais uma explicação fisiológica pras jacadas e cravings que a gent...

30 Apr 2018

Óiii nóis aqui tra veiz falando que dieta não funciona.

Não cai nessa!

Além de redução da liberação de leptina circulante, aumento de hormônios gastrintestinais da fome e diminuição dos hormônios da saciedade (tá tudo nos posts anteriores) a restrição de calorias diminui os níveis de hormônios tireoidianos. Hormônios da tireóide têm relação com aumento da taxa metabólica basal, o gasto calórico (por isso pessoas com hipotireidismo tendem a engordar). Isso leva a uma diminuição da quebra e aumento dos estoques gordura.

Ai, minha gente... não sei mais o que dizer pra te provar que restrições calóricas deixam seu corpo doidinho da silva... mentira, sei sim... tem mais sobre isso semana que vem ;) 

Fonte: a mesma dos textos anteriores.

30 Apr 2018

Continuando com o papo sobre as razões fisiológicas pra desconfiar de dietas hoje tem...

Os sinais de fome e saciedade!

Quando a pessoa faz restrição calórica pra perder peso, como eu falei no texto anterior, o corpo fica sem entender direito o que tá a
contecendo e várias respostas fisiológicas vão ser ativadas e jacadas estão previstas em 3, 2, 1.... hormônios produzidos no trato gastrintestinal também terão sua secreção alterada. Hormônio que induz fome no estômago (a grelina) está aumentado em pessoas que restringem calorias e a concentração de hormônios da saciedade produzidos no intestino (peptídeo YY e colecistocinina) diminui.

Sinais de fome mais ativados e de saciedade desativados... pois é....

Tô te falando já tem alguns posts que “Perca 7 kg em 30 dias” é a maior furada que você pode cair na vida! Milagre não existe! Mas perder peso (quando necessário) é possível com acompanhamento de profissionais qualificados mas só é sustentável se for aos poucos, com mudanças de hábit...

10 Apr 2018

Bom dia, dia! Bom dia, sol! Ontem te contei que quando a gente ganha peso e emagrece só o tamanho das células diminui e a quantidade fica. Cada vez que a gente engorda o número aumenta... quer mais motivos pra acreditar que a dieta do engorda emagrece vira um ciclo vicioso?

Com vocês a.... LEPTINA!

A leptina é produzida no tecido adiposo (vulgo, buchinho). Supostamente esse hormônio diminui a vontade de comer e aumenta o gasto calórico. Mas a restrição calórica diminui a liberação da leptina. Deixa seu corpo mais lerdo. Isso em menos de 24 horas. Claro, né... seu corpo não é bobo nem nada. Ele precisa de energia pra funcionar. Por isso que quando vc restringe calorias (ou carboidratos) inevitavelmente você vai ter uma crise de comilança.

Seu corpo não tá sabendo que vc tá restringindo comida pra emagrecer... ele pensa que teve um semi apocalipse no mundo e a comida acabou!

Mensagem do dia: Não enlouqueca suas células de gordura... nem seu cérebro! Não coma menos, coma melhor! (@sop...

Please reload

Por interesse
Por data
Please reload

Me segue ;)
  • YouTube Social  Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon