Blog

A OBESIDADE NA GESTAÇÃO REDUZ O SUCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO


A prolactina é um hormônio produzido no cérebro que tem várias ações no corpo mas é conhecido principalmente por suas ações no desenvolvimento da glândula mamária e na produção de leite na gravidez. Porém a obesidade pode levar a uma resistência à prolactina, ou seja, diminui os efeitos desse hormônio nas glândulas mamárias.

Um estudo publicado esse ano na célebre revista Nature, mostrou que a obesidade levou a uma deficiência na lactação em roedores. Camundongos do sexo feminino foram expostos cronicamente a uma dieta com altos índices de gordura para indução de obesidade. Essas fêmeas apresentaram uma redução no desenvolvimento das glândulas mamárias e uma redução de 33% na produção de leite. Além disso apenas 15% dos seus filhotes sobreviveram (!!!).


Dica? A obesidade é um problema de saúde pública! Isso não é novidade pra ninguém! A descoberta desses mecanismos que levam à diminuição da produção de leite e as suas consequências para a mãe e o bebê evidenciam a importância da conscientização das mulheres que querem engravidar (veja nos posts anteriores dessa semana a importância da alimentação da mãe na gestação e saúde futura do bebê). Obesidade e gravidez são uma mistura perigosa tanto para a mãe que pode ter problemas metabólicos seríssimos (diabetes gestacional, hipertensão, pré-eclâmpsia, eclampsia e até morte) como para o bebê desde a vida intrauterina até a vida adulta.


Fonte: Buonfiglio et al. Obesity impairs lactation performance in mice by inducing prolactin resistance. Nature (2016)

Me segue ;)
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
Por interesse
Por data

Dieta Científica

Fisiologia Humana

ROSANA DANTAS

715.685.651-00

Rua Filadelfo Cruvinel 89

Rio Verde - Goiás - Brasil

+33 7 66 02 69 49

contato@dietacientifica.com

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2018 by Rosana Dantas.