Blog

Melatonina X Alzheimer

July 18, 2016

 

 

Em pacientes portadores de Alzheimer a qualidade do sono está diretamente associada à qualidade de vida. E isso é um fardo pesado pros pacientes e cuidadores. Esses problemas do sono são multifatoriais como ambiente, comportamento, tratamentos, comorbidades etc. Uma avaliação do sono é essencial pra definir o tratamento que pode ser ou não ser farmacológico.

O fato de dormir bem ou não influencia diretamente a evolução da doença. Distúrbios do sono estão associados a prejuízo cognitivos e de memória.

A melatonina regula os ritmos do corpo, elimina radicais livres, melhora a imunidade. No caso específico do Alzheimer ela tem ação antiamiloidogênica. Pera, assusta não! No Alzheimer os neurônios começam a tem depósito de uma proteína que se chama amiloide beta. É como se o neurônio fosse invadido por micro pedrinhas e acaba morrendo. A melatonina reduz a quantidade de amiloide beta e evita sua agregação nos neurônios.

Além disso, sabe-se que os níveis de melatonina caem já no estágio pré-clínico do Alzheimer e essa queda é acentuada com o avançar da doença.

Alguns trabalhos indicaram que o tratamento com melatonina melhora significativamente a performance cognitiva e emocional desses pacientes.


 

Dicas? Cada caso é um caso e deve ser avaliado individualmente. O fato é que muitos estudos já demonstraram que a melatonina ajuda a retardar a evolução da doença e melhorando o padrão de sono desses pacientes, consequentemente melhora a qualidade de vida.

 

Fonte: Urrestarazu et al. Clinical management of sleep disturbances in Alzheimer’s disease: current and emerging strategies. Nature and Science of Sleep (2016).

 

Please reload

Me segue ;)
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
Por interesse
Please reload

Por data

Estrasburgo - França

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2023 by Alison Knight. Proudly created with Wix.com