Blog

Sobre os guias alimentares, obesidade e diabetes

November 25, 2016

 

O mantra “gordura vai te matar, é do mal é o capiroto personificado” vem sendo repetido em TODOS os guias alimentares por DÉCADAS! É só colocar no Google: pirâmide alimentar. Pão, farinha, arroz branco tão lá na base em maior quantidade que frutas, verduras e legumes (eu sei, você nunca nem tinha parado pra reparar nessa sandice, né). E as gorduras lá em cima, tipo, fica longe!

Vamos falar de números?

A redução do consumo de gorduras é paralela ao aumento do consumo de carboidratos simples que veio acompanhado com aumento na prevalência de sobrepeso, obesidade e diabetes do tipo 2. Noooooossaaaaaaaa! Que coincidência!

NÃO! N-Ã-O-É-C-O-I-N-C-I-D-Ê-C-I-A!

Prevalência de obesidade em 1971: homens – 11,9%, mulheres – 16,6%

Prevalência de obesidade em 2012: homens – 33,4%, mulheres – 36,5%

Pasmou, né?

Eu poderia parar com esse texto aqui, mas hoje eu tô a fim de aterrorizar!

Na década de 60 já se sabia que dietas com restrição de gorduras (15% do total de calorias) resultava em hipertrigliceridemia... No frigir dos ovos (miam, rs) as dietas com restrição de gorduras só tem efeitos benéficos sobre a concentração de lipídios plasmáticos se acompanhadas de perda de peso (o que acontece com restrição calórica, independente se a dieta é low carb ou não).

 

Sobre dietas de emagrecimento....

Tem váááááááários estudos que comprovam que substituir gorduras por carboidratos aumenta os riscos de dislipidemia aterogênica e consequentemente o risco cardiovascular.

Alimentos contendo muito carboidrato têm sido associados à obesidade, diabetes tipo 2, fígado gorduroso, hepatite.

Dietas com restrição de carboidratos comparadas a dietas com restrição de gorduras têm várias vantagens como: melhora nos níveis plasmáticos de lipídios, na tolerância à glicose, nos níveis de marcadores inflamatórios e promotores de trombose, além de promover maior saciedade.

Um grupo de obesos mórbidos com grande prevalência de diabetes tipo 2 ou síndrome metabólica, perderam 3 vezes mais peso durante 6 meses em uma dieta low carb AD LIBITUM (menos de 30% de carbos, sem restrição calórica) que o grupo que teve restrição calórica e de gorduras (500 kcal por dia, menos de 30% de gorduras). LACROU.

Eu poderia parar com esse texto aqui, mas vou dar uma dica ;)

Dica? Só não vê quem não quer. Temos vivido tempos sombrios... O açúcar está em tudo... TUDO que tem uma embalagem bonitinha, coloridinha... E o consumo dessas merdas tá fazendo a vida ficar ruim, doente e tá matando pra caralho (não deve ter criança que lê meus textos, tem? Se tiver me avisem, não falo mais palavrão!)! Tem que ler sim, estudar sim, se informar sim! Vamos deixar de passividade! Vem comigo! Informe-se! Empodere-se!

 

Fontes: Ruíz-Nunes et al. The relation of saturated fatty acids with low-grade inflammation and cardiovascular disease. Journal of Nutritional Biochemistry (2016).

Please reload

Me segue ;)
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
Por interesse
Please reload

Por data

Estrasburgo - França

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2023 by Alison Knight. Proudly created with Wix.com