Blog

A microbiota, o comportamento alimentar e as alergias


Ontem te contei um pouco sobre como a microbiota age sobre o comportamento alimentar. Hoje te conto como tudo começou... então, senta que lá vem história... Mentira, é rapidinho 😁 Tudo começou com a observação de que o uso de carboidratos complexos como prebióticos aumentavam a produção endógena do hormônio GLP1 no intestino. E GLP1 age no sistema nervoso central que vai dizer pra você “Tá bom, pode parar de comer”, ou seja, é um hormônio da saciedade. GLP1 além desse efeito no apetite, melhora a tolerância à glicose e diminui a resistência à insulina. E tem mais! Fibra aumentou a liberação de GLP1 de PYY e tb de GLP2 pelas mesmas células do intestino. GLP2 reforça a barreira intestinal e promove renovação do epitélio e dá uma força pras proteínas tight junctions que mantém as células do intestino coladinhas (evitando a passagem de coisas ruins e leaking gut – síndrome absortiva intestinal ou síndrome do intestino permeável). Resumindo: fibras podem controlar o comportamento alimentar, metabolismo de glicose e lipídios e melhorar a barreira intestinal diminuindo inflamação de baixo grau e possíveis alergias alimentares. Legal, né? Chama xs amigxs pra ver, uai 😊 Ps. Te explico o mecanismo, qualquer problema relacionado a isso deve ser analisado individualmente por um profissional qualificado 😉 Beijo procê! Fonte: Cani. Gut microbiota- mediated inflammation in obesity: a link with gastrointestinal cancer. Nature Reviews | Gastroenterology & Hepatology (2018)

Me segue ;)
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
Por interesse
Por data

Estrasburgo - França

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2018 by Rosana Dantas. Created with Wix.com